janeiro 04, 2012

um dia...



silenciosamente sempre sonhei partir. em segredo sempre o desejei.
nunca encontrei forma de o fazer... por isto ou por aquilo ou por outra coisa qualquer.
ainda que tudo fosse demasiado pequeno e não me sentisse pertencer a lugar nenhum, presa a nada e a coisa nenhuma sabia que esta insatisfação, esta inquietude não iriam passar.
se calhar por isso nunca fui...
e hoje, não que seja demasiado tarde, mas sinto-me serenar.
por ti. sei que sempre estiveste aqui, sempre te conheci, mas apenas hoje me vejo em reflexos de ti.
sei que os dias correm no sentido do teu desaguar.
e quando te navego regresso ao nada e ao vazio em mim que não me deixa pensar.
apenas me perco na tua simples pequenez que vai e vem e me embala, em momentos fugazes de felicidade, nesta travessia que me prende.
um dia vou saber que foi por ti que decidi ficar.

1 comentário:

  1. lindo blog... e adorei este post. diz-me muito.
    parabéns!

    um beijinho

    Rosário

    ResponderEliminar